Os tais “Super maratonistas” da Netflix

A Netflix sem dúvida vem mudando o modo em que vemos nossas séries. Ao invés de ver um episódio semanalmente e ter que guardar toda a tenção e curiosidade para a semana que vem, a gigante do streaming vem inovando deixando a temporada completa de suas séries de uma vez só e a gente que morra para ver tudo.

Para os fãs de séries, maratona aquela temporada que ficou atrasada, porque você estava maratonando outras 15 séries é normal. Mas a Netflix com o seu sistema de lançamento de série transformou essa questão de maratona uma obrigação. Um lado por medo de tomar um spoiler daquele amigo que já viu, outro lado pelo sentimento de “se a série já está toda lá, porque não ver”.
A Netlix até divulgou uma pesquisa recentemente sobre as séries mais maratonadas e os países com mais “Super Maratonistas”, que são aquelas pessoas que vem uma temporada completa dentro de 24 horas que a série foi lançada.

Hoje, 5 milhões de assinantes no mundo pode se considerar Super Maratonistas, dentro dos 100 milhões assinantes que a Netflix tem ao redor do mundo. O que é um número impressionante, já que segundo a mesma, o público que se encaixava nessa dominação em 2013 eram de  200.000 assinantes.

O Brasil figura o décimo lugar na lista dos países em questão de Super Maratonista. O líder e curiosamente o Canadá, seguido por E.U.A. e a Dinamarca em 3º.

Os 20 países com maior proporção de super maratonistas:

01. Canadá
02. Estados Unidos
03. Dinamarca
04. Finlândia
05. Noruega
06. Alemanha
07. México
08. Austrália
09. Suécia
10. Brasil
11. Irlanda
12. Reino Unido
13. França
14. Nova Zelândia
15. Peru
16. Holanda
17. Chile
18. Portugal
19. Itália
20. Emirados Árabes Unidos

Entre as séries devoradas vorazmente no mundo, temos algumas surpresas como as voltas de Gilmore Girls e Fuller House nas primeiras colocações.
Isso mostra de como ressuscitar séries mortas pelos outros pode ser algo benéfico para Netflix e como essas séries ainda chamam atenção ao publico.

01. Gilmore Girls: Um Ano para Recordar
02. Fuller House
03. Marvel – Os Defensores
04. The Seven Deadly Sins
05. The Ranch
06. Santa Clarita Diet
07. Trailer Park Boys
08. F is for Family
09. Orange Is the New Black
10. Stranger Things
11. Amigos da Faculdade
12. Atypical
13. Grace and Frankie
14. Wet Hot American Summer
15. Unbreakable Kimmy Schmidt
16. House of Cards
17. Amor
18. GLOW
19. Chewing Gum
20. Master of None


Já no Brasil, quem lidera é uma anime, The Seven Deadly Sins junto com Os Defensores e Santa Clarita Diet. Nossa série Brasileira 3% aparece em 5º.

01. The Seven Deadly Sins
02. Marvel – Os Defensores
03. Santa Clarita Diet
04. Gilmore Girls: Um Ano Para Recordar
05. 3%
06. The Ranch
07. Atypical
08. Stranger Things
09. Fuller House
10. You Me Her
11. Dear White People
12. Chewing Gum
13. Glitch
14. Frontier
15. Narcos
16. Friends from College
17. The Mist
18. Anne with an E
19. Love
20. The OA

No total, 8,4 milhões de assinantes da Netflix se tornaram super maratonistas, e a única coisa mais rápida do que o ritmo em que eles assistem a séries é o ritmo que a Netflix lança suas séries, sendo produções deles ou não, não importa. Tem o nome “Original Netflix” todo mundo corre para ver e isso se transforma em um fenômeno mercadológico.

Não só por quebrar a barreira de décadas do formado semanal das séries, mas por criar aquele desejo incontrolado de devorar o mais rápido possível. E ai vem o questionamento, isso é bom?

Não estou defendendo que o padrão televisivo de 10 temporadas de 20 episódios se perfeito e isso está bem longe de ser. Mas devorar uma série mesmo que curta é o ideal?

Eu mesmo vi a segunda temporada de Stranger Things em 24 horas do lançamento e não o entendimento ou reflexão sobra a série, mas porque temos esse desejo encontrável de ver algo da Netflix na hora do lançamento ? Um pouco pode ser por medo do amiguinho escroto que já viu soltar um spoiler, um pouco pode ser puro ego de “Eu vi quando saiu, sou foda” e MUITO pelo efeito que a internet nos proporciona de consumir tudo mais rápido.

A Tv tem que fazer séries de 22/25 episódios para fechar a grade, a Netflx não precisa disso e ela se da ao luxo de fazer 9 episódios de Stranger Things e fazer cadas vez mais gente vendo o mais rápido possível e comentando sobre a série na internet.

Com isso, obradas que poderiam cansar de plotes repetitivosna mesma temporada pode ser disfarçados, já que estamos engolindo tudo de uma vez. Mas o que tem o plot mais lento, se torna chato como: Desventuras em Série.
A maior reclamação sobre a série é que ela repete muitas coisas e que é lenta. Mas isso é porque tentamos ver tudo de uma vez.
Na minha opinião, The Walking Dead tem o mesmo problema, mas como vemos semanalmente não sentimos TANTO a questão da repetição e da repetição (ok, o exemplo ta ficando ruim, oitos temporadas disso já ta cansando, mas o publico continua vendo ).

O formato da Netflix é genial para sua série de ação como da Marvel, mas série que depende de você respirar um segundo e pensar o que esta acontecendo como Deus Americanos por exemplo não funcionariam nesse formato e séries que seguem esse exemplo podem ser tonar só mais uma onda no imenso mar de maratonas.

Aquela tela preta após o cansamento vermelho de Game of Thones não ia ter o mesmo impacto que teve se o episódio seguinte estive-se disponível para nós. O susto e todo o gacho que o roteiro conseguiu pegar ia pro saco. E será que não estamos perdendo isso com as maratonas de séries ? Sense8 tentou fazer algo desse tipo, mas como todos os episódios são entregues de uma vez, esse gacho só pode ser feito no último da temporada e isso ia ser uma tragédia, já que a série foi cancelada.

O que eu quero discutir aqui é a mesma coisa de comida fast food. Ela é rápida e você come em qualquer lugar, mas isso não é bom para sua saudê. Sera que ver uma série como um maluco desesperado é realmente bom para Obra, para o mercado que vai tentar acompanhar a tendencia e para você como consumidor de cultura pop ?