HBO estreia documentário “Rolling Stone from the Edge”

A HBO anuncia a estreia exclusiva na América Latina de ROLLING STONE: STORIES FROM THE EDGE, um documentário que narra mais de 50 anos de eventos históricos na música, política e cultura popular norte-americanas por meio das coberturas da revista Rolling Stone. A publicação marcou história ao entender que o rock and roll era uma força cultural que ajudaria a moldar os Estados Unidos e a definir o caráter de várias gerações. Com um total de quatro horas, a produção será transmitida em duas partes: a primeira em 5 de março e a segunda uma semana depois, no dia 12, sempre às 22h. O documentário também estará disponível na HBO GO.
ROLLING STONE: STORIES FROM THE EDGE, narrado pelo ator Jeff Daniels (Newsroom, HBO), apresenta material inédito de alguns dos mais consagrados artistas da música como Rolling Stones, Bruce Springsteen, Tina Turner, Janis Joplin, o Sex Pistols, The Clash e Ice-T, além de destacar ícones culturais que ganharam destaque na revista, entre eles Bob Dylan, John Lennon e Fleetwood Mac. O documentário apresenta ainda o trabalho jornalístico dos repórteres e editores da revista, destacando o impacto da Rolling Stone na sociedade.
A produção explora também os bastidores de alguns dos eventos mais importantes da história moderna dos Estados Unidos: as eleições presidenciais de 1972, cobertas por Hunter Thompson, pai do jornalismo Gonzo; a história sobre o sequestro de Patty Hearst; a relação única de John Lennon com a revista de 1967 a 1980, incluindo a última fotografia tirada do artista por Annie Leibovitz, pouco antes de sua morte; a controvérsia gerada por Ice-T e sua canção “Cop Killer”; e o recente relatório sobre uma violação na Universidade da Virgínia, pelo qual a revista foi forçada a se retratar.
Por fim, ROLLING STONE: STORIES FROM THE EDGE examina grandes investigações e artigos de jornal, como a peça de Michael Hastings que derrubou o general Stanley McChrystal, comandante das forças armadas dos EUA no Afeganistão, e a emocionante entrevista de Jann Wenner com Barack Obama após as eleições de 2016.