Critica | Te Peguei

Critica escrita por: Felipe Guerra Conte

Durante a nossa infância, a escola é um lugar importante onde começamos o primeiro passo para socializar e interagir com novas pessoas, criando um carinho, afeto e amizade que transmite para fora dela, criando um grupo e passando diariamente a brincar com essas pessoas. Esconde-esconde, encantado, futebol entre outras brincadeiras, inclusive uma das mais divertidas: Pega-pega, e o filme conta a história de um grupo de amigos, já adultos que ainda brincam num mês especifico. Seja lá o dia, a hora, a situação em que eles estão.

O mais divertido disso tudo é saber que o filme “Te Peguei” virou uma história de Hollywood, mas é baseada em uma história real de um grupo grande de amigos (cerca de 10 pessoas) que brincam até hoje disso, se disfarçando, aparecendo de surpresa ou fazendo uma emboscada para simplesmente tocar no seu amigo e falar “tá com você”. Essa história foi matéria no Wall Street Journal.

Voltando ao filme, “Te peguei” conta a história de 5 amigos, Hoagie (Ed Helms), Bob Calahan (Jon Hamm), Chilli (Jake Johnson), Reggie (Lil Rel Howery) e Jerry (Jeremy Renner). A situação que incomoda quatro deles é que nunca conseguiram pegar Jerry, que sempre teve um método, instinto, competitividade e jeito de escapar das mãos dos seus amigos, deixando-os frustrados, mas Hoagie decide por fim nisso, pois alega que o seu amigo invicto se aposentará da brincadeira após o final de maio, e sai em busca dos seus outros companheiros para uma última tentativa de conseguir finalmente pegar Jerry.

Os atores seguram o filme muito bem com o carisma de cada um, e com suas personalidades distintas dentro do filme que conta ainda com Isla Fisher como Anna, mulher de Hoagie e que participa da Road Trip para ajudar seu marido, assim como Rebbeca (Annabele Wallis), a repórter do Wall street Journal que após ter sua entrevista interrompida, se interessa pela história da brincadeira que já dura mais de 30 anos.

Um filme muito engraçado, com muita ação, comédia e situações absurdas. Com um pequeno toque de dramaticidade em certa parte do filme, claramente uma história inventada e aumentada para fazer o filme andar, mas que diverte do início ao fim, apesar de ter alguns momentos em que focam muito numa cena que poderia ser reduzida ou até cortada.

O diretor estreante Jeff Tomsic consegue conduzir bem o filme com uma dinâmica muito boa e situações bem acertadas e com uma boa montagem. A trilha sonora é boa e consegue passar o clima do filme para o espectador. A química entre o elenco é visível e é um dos pontos mais altos do filme.

Não paramos de brincar porque envelhecemos, mas envelhecemos por pararmos de brincar“ a frase dita por Oliver Wendell Holmes é o lema dos amigos do filme, só que também é um lembrete para o público, que apesar de crescermos e começarmos a formar uma vida adulta, nunca poderemos de deixar de brincar para sempre manter nosso espirito e lembrar de coisas boas da nossa infância.

Confira o Trailer:

Te Peguei já está em Cartaz nos cinemas.